« Back to Glossary Index

Um dos aspectos fundamentais em logística é o cumprimento de prazos de entrega e está diretamente ligado à premissa de entregar o produto certo, no tempo acordado, no local combinado, do modo correto, pelo menor custo possível. O não cumprimento de prazos de entrega funciona com um efeito dominó, pois todas as etapas da empresa estão interligadas, por essa razão, um dos principais desafios dos gestores de e-Commerce é o de estruturar uma logística de entregas eficiente. Ela leva o negócio a fazer o máximo de entregas dentro do prazo prometido ao cliente, aumentando sua satisfação e taxa fidelização.

Não cumprimento de prazo de entrega: o que fazer?

O atraso na entrega é uma falha no cumprimento desse compromisso, uma quebra de contrato. Em alguns casos ela pode acarretar multas, mas o pior mesmo é que ela afeta a credibilidade do negócio. Caso uma entrega não seja feita até o dia previsto, o comprador não terá mais a confiança de que seu e-Commerce realizará outros envios dentro do prazo. Afinal, o procedimento de entrega é a fase final do processo de compra posto que, nessa etapa, o cliente tem contato direto com os serviços prestados pela empresa.

Se oferece prazos pequenos de entrega, certamente, irá conquistar o cliente e criar um fator extra que pode ser decisivo na hora dele fechar a compra. Entretando, não basta só oferecer prazos menores, é preciso cumpri-los. Para isso, é fundamental analisar a capacidade de entrega das transportadoras e determinar quais serão os tempos necessários para distribuir os produtos dependendo de cada região. 

Dependendo do momento do processo logístico em que esteja acontecendo a falha, existem algumas medidas que podem ser tomadas para evitar o não cumprimento no prazo de entregas: 

  • Criar metas realistas: pensar na demora na liberação dos pedidos ou na emissão de documentação são importantes.
  • Controle e atualização de estoque: porque qualquer divergência faz com que uma linha de produção pare e que seja necessária uma nova compra para continuar a produção.
  • Planejamento de rotas (roteirização)
  • Considerar o prazo médio que as transportadoras parceiras são capazes de cumprir.
  • Estabelecer uma margem de segurança para seu cliente (acrescentando um dia, ao mínimo, ao prazo definido pelo seu sistema de gestão de transporte).
  • Diversifique as opções de entrega ( estabeleça uma lista de transportadores comprometidos, que ofereçam preços viáveis e que sejam compatíveis com as necessidades do seu negócio).
  • Esruture um processo eficiente de logística reversa: deixe claro para seus clientes em quais condições — quando e como — a devolução poderá ser realizada. 
  • Sempre mantenha o cliente informado durante o processo de entrega.
  • Invista em tecnologias que optimizam a visibilidade das operações, como o uso de indicadores de desempenho ou acompanhamento da carga em tempo real. Informações como: número de entregas avariadas, desempenho do transporte e avaliação dos motivos de atraso, podem ser compiladas em relatórios de resultado que irão evidenciar as operações logísticas que precisam de melhoria, investimento ou novos treinamentos para a equipe.
« Back to Glossary Index

Sendiroo Blog